Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:
  • Ilha de S. Jorge (Sistema Vulcânico Fissural de Manadas) em Alerta Científico V3, após reativação do sistema vulcânico em profundidadeIlha Terceira (Vulcão de Santa Bárbara) em Alerta Científico V2 devido aos níveis de atividade microssísmicaAtividade sísmica na ilha de São Jorge encontra-se acima dos valores normais de referênciaAtividade sísmica no Vulcão de Santa Bárbara (ilha Terceira) encontra-se acima dos valores normais de referênciaIlha de S. Jorge, último sismo sentido: 8 de agosto às 08:06h, intensidade máxima III/IV na freguesia de VelasCIVISA apela ao preenchimento do inquérito de macrossísmica em caso de sentir um sismo



Regionais

 

QUAKEWATCH
Sistema de Informação e Vigilância Sísmica para Mitigação do Risco Sismovulcânico nos Açores

Coordenador Científico


Rui Tiago Fernandes Marques

Investigador Responsável/IVAR


Resumo


O presente projeto está enquadrado no âmbito do aviso n.º ACORES-08-2015-08, inserido no Eixo Prioritário 5 – Alterações Climáticas e Gestão de Riscos. A sua tipologia está alinhada com a área de intervenção 3.2, visando a prevenção do risco sismovulcânico, através do melhoramento e operacionalização da Rede de Monitorização Sísmica do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) (i.e. instrumentação, alimentação energética, telecomunicações e plataforma informática) e da afetação permanente de uma equipa multidisciplinar à monitorização, e o desenvolvimento de sistemas e interfaces de informação e de alerta para a criação de capacidade de comando e controlo na área de proteção civil. O projeto visa igualmente a promoção de ações de formação para técnicos de proteção civil e de campanhas de sensibilização da população açoriana dedicadas a esta temática, em linha com a área de intervenção 3.3.

 
Conforme estabelecido na Estratégia de Investigação e Inovação para a Especialização Inteligente da Região Autónoma dos Açores, RIS3, a economia do mar, nas suas diferentes vertentes, o turismo e a agricultura, a agropecuária e a agroindústria, são setores nucleares para o desenvolvimento económico e a geração de emprego na Região Autónoma dos Açores. A projeção de tais setores para 2020 assenta (i) no reforço da pesca e na dinamização de outras atividades ligadas ao mar, como a aquicultura e a exploração mineral, (ii) na capacidade de produzir, transformar e comercializar produtos agrícolas e outros, diferenciados e de qualidade, para responder a necessidades do mercado regional e com interesse e potencial de exportação, e (iii) na promoção de um destino turístico fundado num património natural único e em valores ambientais de excelência.

 
Sendo tais prioridades estratégicas apostas bem expressas nos diferentes instrumentos das políticas públicas regionais, o seu desenvolvimento, implementação e sustentabilidade, encontram-se sujeitos a perigos naturais e tecnológicos que colocam em risco não só os objetivos traçados, mas todo o sistema económico e social. A atividade sísmica, pelas suas características, constitui uma das principais ameaças neste contexto, dado que pode afetar grandes áreas dos domínios terrestre e marítimo, e atingir simultaneamente pessoas, animais, edifícios e infraestruturas básicas, bens móveis e terrenos.

 
Ao longo dos seus 5 séculos de História, os Açores foram palco de 31 sismos destruidores, de origem tectónica e vulcânica, que tiveram repercussões socioeconómicas significativas. Um próximo evento terá certamente consequências que podem resultar na rutura, ou mesmo no colapso, dos sistemas económico e social da região por um largo período de tempo com as respetivas implicações na economia do mar, no turismo e na agricultura, vetores nucleares do desenvolvimento regional.

 
Pretende-se com este projeto reforçar o conhecimento sobre o perigo sismovulcânico resultante da atividade ao nível das zonas sismogénicas e dos sistemas vulcânicos ativos do arquipélago, garantindo o apoio técnico-científico e o fornecimento de produtos direcionados para o apoio à decisão e planeamento de emergência no âmbito das ações do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA).

 
Em termos específicos, o projeto visa:
​a) Modernizar e garantir a operacionalidade da rede de monitorização sísmica do CIVISA;
b) Acompanhar 24/7 a atividade sismovulcânica no arquipélago dos Açores;
c) Estudar a distribuição espácio-temporal da sismicidade instrumental pelas zonas sismogénicas e sistemas vulcânicos ativos;
d) Desenvolver e manter sistemas de aviso e alerta para atividade sismovulcânica; 
e) Desenvolver e manter ferramentas/aplicações de interface entre o CIVISA e o SRPCBA;
f)  Desenvolver e/ou atualizar procedimentos de emergência entre o CIVISA e o SRPCBA;
g) Promover ações de formação dedicadas aos técnicos do SRPCBA no âmbito da monitorização sismovulcânica efetuada pelo CIVISA;
h) Promover a sensibilização e consciencialização dos cidadãos para o perigo sísmico.

 
O projeto terá uma abrangência geral ao nível de todo o arquipélago, tendo em atenção que todos os cidadãos e setores económicos beneficiarão da existência de um acompanhamento integrado e permanente do estado dos sistemas sismovulcânicos dos Açores e da avaliação de situações de risco eminente ou de emergência. 
​​​

Outros Investigadores


Outras Instituições


Ficha de Projeto


​QUAKEWATCH
Sistema de Informação e Vigilância Sísmica para Mitigação do Risco Sismovulcânico nos Açores
Referência: ACORES-05-1708-FEDER-000015
Financiamento: PO AÇORES 2020
Aviso: ACORES-08-2015-08
Duração: 2017-2019 (24 meses)
Custo total elegível: 531.586,14 €
Comparticipação FEDER: 451.848,22 €

 

Data de Início

01-04-2017
Data de Encerramento

30-09-2019

Anexos


Açores2020-2.png