Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:
  • Atividade sísmica no arquipélago dos Açores encontra-se, em geral, dentro dos níveis normais de referência



 Academia IVAR - Academia do Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos

 

 


 

 
O Arquipélago dos Açores é marcado por uma importante atividade sísmica e vulcânica, além de uma elevada reincidência de fenómenos meteorológicos extremos a que se associa a ocorrência de movimentos de vertente e cheias, causadores de algumas das maiores catástrofes na região. Tais fatores tornam os Açores um laboratório natural de excelência para o desenvolvimento de estudos no campo das Ciências da Terra e Espaço.
 
Beneficiando das potencialidades oferecidas pelo contexto onde se insere, o Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de Riscos (IVAR) dedica especial atenção aos perigos geológicos e à prevenção e mitigação de riscos. Em colaboração com autoridades de proteção civil e governamentais tem desenvolvido trabalho no âmbito da vigilância sismovulcânica, planeamento de emergência e ordenamento do território.

 

Tendo por objetivo a promoção de uma Sociedade do Conhecimento, o IVAR oferece um conjunto de estágios inseridos na Academia IVAR, destinados a licenciados, mestres e doutores, orientados para o desenvolvimento de competências em áreas temáticas relacionadas com a avaliação, monitorização e mitigação de riscos.

 

 

Programas de Estágio
 
A Academia IVAR proporciona 2 tipologias de estágio, uma direcionada para a especialização numa área científica do IVAR, outra multidisciplinar, transversal às diferentes áreas científicas, que pretende dar uma visão mais abrangente das atividades de investigação e monitorização desenvolvidas num Observatório Vulcanológico. Todos os programas de estágio serão integrados e adaptados aos trabalhos em curso no IVAR.

Aos candidatos admitidos nos programas de estágio serão atribuídos um certificado emitido pela Universidade dos Açores e os respetivos ECTS (European Credit Transfer System).
 
 
Estágios Temáticos
 
Os programas de estágio temáticos (ET) terão uma duração mínima de 2 semanas e uma duração máxima de 1 mês.
 
ET.1 Risco e Monitorização de Movimentos de Vertente

 

Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Movimentos de Vertente e Cheias e tem como principais objetivos: 

  • Desenvolver capacidades para a análise da suscetibilidade à escala regional utilizando metodologias estatísticas/probabilísticas suportadas num Sistema de Informação Geográfica;
  • Aplicar metodologias deterministas para a análise física da estabilidade de taludes;
  • Aprender procedimentos laboratoriais para a execução de ensaios de mecânica de solos, com base nas normas e especificações técnicas vigentes, por forma a caracterizar física, mecânica e hidrologicamente materiais;
  • Empregar diferentes técnicas de monitorização (geodésicas, geofísicas, geotécnicas) utilizadas na monitorização de massas de terreno instáveis e desenvolver capacidades para o processamento de dados e interpretação de resultados.

 

ET.2 Geoquímica de Gases em Ambientes Vulcânicos Ativos e Implicações na Saúde Pública

 

Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Geoquímica de Gases e tem como principais objetivos: 

  • Caracterizar as emissões gasosas em campos fumarólicos e áreas de desgaseificação difusa em termos de temperatura e composição química;
  • Cartografar anomalias geoquímicas (por exemplo CO2 e 222Rn) e de temperatura para definir estruturas de desgaseificação difusa, identificar estruturas vulcano-tectónicas e reconhecer áreas de risco;
  • Compreender e identificar fatores (e.g. meteorológicos, ambientais) que influenciam a emissão de gases vulcânicos utilizando dados de redes permanentes de monitorização e recorrendo a metodologias estatísticas;
  • Reconhecer e quantificar gases vulcânicos (tóxicos e asfixiantes) em ambientes confinados (edifícios, grutas vulcânicas, depressões, zonas de escavação).

 

ET.3 Geoquímica de Águas em Ambientes Vulcânicos Ativos
 

Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Hidrogeologia e Geologia Ambiental e tem como principais objetivos:
  • Estudar a hidrogeologia de aquíferos vulcânicos;
  • Estudar a evolução da composição química das águas subterrânea e de superfície em meios vulcânicos ativos, incluindo processos de poluição;
  • Caracterizar a composição química da água na zona não saturada;
  • Dominar as técnicas de amostragem e análise química de águas;
  • Desenvolver metodologias e ferramentas para a monitorização hidrogeoquímica no contexto da vigilância vulcânica.

 

ET.4 Sismologia em Ambientes Vulcânicos Ativos

 
Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Neotectónica e Deformação Crustal e tem como principais objetivos:
  • Acompanhar as atividades de monitorização sismovulcânica desenvolvidas no Centro de Aquisição de Dados (CAD) do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA), possibilitando o contacto com as diferentes técnicas de monitorização (geofísica, geodésica e geoquímica) utilizadas para o efeito;
  • Aprender os procedimentos para a instalação de uma estação sísmica portátil, utilizada como complemento da rede sísmica permanente em situações de crise sísmica/episódios de unrest;
  • Caracterizar as várias regiões sismogénicas do Arquipélago com base na relação frequência-magnitude sísmica, por forma a cartografar os valores de b (b-values) para cada região;
  • Determinar campos de tensão (stress tensors) atuantes em diferentes regiões sismogénicas ou em períodos temporais específicos caracterizados por incremento de atividade sísmica. 

 

ET.5 Vulcanologia Física e Magmatismo
 

Este programa de estágio integra-se na Unidade Científica de Vulcanologia Física e Magmatismo e tem como principais objetivos:
  • Aprender procedimentos laboratoriais  para a preparação de amostras para análise química e petrográfica;
  • Aplicar diversos métodos para quantificar variáveis químicas e físicas associadas a processos de evolução e ascensão de magmas;
  • Contactar com diversos  métodos laboratoriais  para a caracterização granulométrica e morfométrica de depósitos piroclásticos;
  • Desenvolver capacidades para interpretar os processos associados à génese, transporte e deposição dos produtos vulcânicos.

 

ET.6 Perceção e Comunicação de Risco, Preparação para Catástrofes e Resiliência
 

Este programa de estágio insere-se na Unidade Científica de Riscos e Planeamento de Emergência e tem como principais objetivos:

  • Observar os procedimentos empregues no estudo da perceção de riscos;
  • Tomar contacto com os principais obstáculos e motivações para a adoção de práticas de precaução por parte de indivíduos e famílias na comunidade local;
  • Tomar conhecimento das práticas comunicacionais no âmbito do risco, no que respeita à disseminação e partilha de informação antes, durante e depois de ocorrências, com especial enfoque na compreensão, confiança e avaliação de fontes, conteúdos e canais de informação;
  • Tomar conhecimento de condições e fatores sociais associados à resiliência de indivíduos e comunidades em situações de crise ou catástrofe.

 

 

Estágios Multidisciplinares

 
O programa de estágio multidisciplinar (EM) terá uma duração mínima de 4 meses e máxima de 6 meses.
 
EM.1 Avaliação, Monitorização e Mitigação de Riscos: uma Abordagem Multidisciplinar
 
Este programa de estágio integra sequencialmente atividades de várias unidades científicas do IVAR e contempla alguns dos principais objetivos mencionados nos estágios temáticos. O plano de trabalho será adaptado para cada candidato de acordo com a disponibilidade e as atividades em curso nas unidades científicas intervenientes.
 
 
 
Candidaturas
 
O acesso à Academia IVAR pode ser efetuado de duas formas distintas: 

 

 

Contacto da Academia IVAR
 
Para qualquer esclarecimento relacionado com a Academia IVAR e/ou programas de estágio, contacte o IVAR ou o Coordenador da Academia (rui.tf.marques@azores.gov.pt).
​​​​

Anexos