Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Europeus

 

ALERTA I - Minimização do Risco Sismovulcânico nos Açores e nas Canárias: desenvolvimento e implementação de um sistema de alerta para a protecção civil com base na detecção de sinais precursores de erupções vulcânicas

Coordenador Científico


 

Investigador Responsável/CVARG


Resumo


​A experiência adquirida pelos participantes neste projecto ao longo de mais de uma década de actividades no âmbito da prevenção e previsão de catástrofes naturais, quer ao nível das regiões em causa, quer noutras zonas activas do Globo, conduziu à concepção de um programa de monitorização multiparamétrica, envolvendo a aplicação simultânea de técnicas de observação nos domínios da Geofísica, da Geodesia e da Geoquímica. A análise dos sistemas de vigilância sismovulcânica existentes nas Canárias e nos Açores permitiu concluir que apesar de ambas as regiões estarem sujeitas ao mesmo tipo de perigos geológicos, as redes de monitorização existentes em cada uma delas resultaram da implementação e do desenvolvimento de diferentes estratégias. No sentido de se rendibilizarem os recursos existentes procedeu-se a uma inventariação dos meios humanos, técnicos e financeiros disponíveis para tal e definiram-se quais as necessidades reais para optimizar a resposta das estruturas científicas às exigências das autoridades responsáveis pela protecção civil em cada uma das regiões. Desta análise resultou a necessidade de: (1) reestruturar, complementar e modernizar as redes de monitorização de modo a que num mesmo sistema vulcânico sejam simultaneamente utilizadas técnicas de observação independentes; (2) implementar um sistema de transmissão de dados, fiável e redundante, para garantir a existência de sinal em condições extremas; (3) estabelecer protocolos de comunicação entre todas as instituições com responsabilidades nas acções de protecção civil, designadamente no que respeita à definição de níveis de alerta e à activação dos mecanismos de resposta. Assim sendo, e tendo em conta as realidades vigentes em cada uma das regiões, será dada prioridade à reestruturação e/ou implementação de redes de observação sismológica, de GPS e de fluidos (gases vulcânicos, águas termais e águas frias). Tal tarefa incluirá trabalhos de prospecção para a selecção, aquisição e instalação de equipamentos, seu teste e validação técnico-científica para efeitos de processamento. A integração dos resultados obtidos permitirá definir o estado de repouso dos sistemas vulcânicos alvo de estudo, facto imprescindível para a detecção de eventuais sinais precursores de actividade sismovulcânica. Dada a complexidade do problema face à natureza dos fenómenos em causa, a discussão do significado das anomalias e dos padrões registados processar-se-á envolvendo especialistas com formação nas diferentes áreas, quer das instituições participantes, quer de consultores. Um aspecto crucial das redes de monitorização prende-se com a velocidade e constância no acesso aos dados. Esta problemática é particularmente importante no caso das Canárias e dos Açores pelo facto da aquisição de dados se processar em diferentes ilhas, sendo necessário reunir toda a informação obtida, em tempo real ou quase real, num mesmo centro de coordenação. Neste contexto, o projecto envolve uma importante e pioneira componente na área da gestão remota das estações de campo e na transmissão de dados intra e inter-ilhas. A solução a implementar terá por base a experiência realizada pelo CVARG e pelo SRPCBA com sucesso na ilha de S. Miguel (Açores). Nos casos em que tal for possível, a filosofia a desenvolver incluirá a transmissão de dados por UHF entre as estações de campo e os nós de comunicações estrategicamente localizados, reencaminhando-se a informação para os centros de processamento através de feixes de micro-ondas. A adopção de uma estratégia de comunicações comum entre as instituições científicas participantes e os serviços de protecção civil regionais facilitará o estabelecimento de canais para a difusão de alertas e a activação dos sistemas de emergência em tempo útil.

Equipa Científica/CVARG


Outros Investigadores


Outras Instituições


Ficha de Projecto


ALERTA
Minimização do Risco Sismovulcânico nos Açores e nas Canárias: desenvolvimento e implementação de um sistema de alerta para a protecção civil com base na detecção de sinais precursores de erupções vulcânicas
Entidade financiadora: UE
Referência do projecto: MAC/2.3/C56
Programa: Programa de Iniciativa Comunitária (PIC) INTERREG IIIB
Sub-programa: Eixo 4 -  Valorização e gestão sustentável dos recursos naturais e culturais
Responsável: Nemesio Perez (ITER - Canárias, Espanha) /  Teresa Ferreira e João Luís Gaspar (entre 2002-2004)
Duração: 2002 - Out. 2005
Total: 1.003.968,00€​
Data de Início

 
Data de Encerramento

 

Anexos


Unidades Científicas


Unidades Científicas Operacionais