Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:
  • Ilha de S. Jorge (Sistema Vulcânico Fissural de Manadas) em Alerta Científico V3, após reativação do sistema vulcânico em profundidadeIlha Terceira (Vulcão de Santa Bárbara) em Alerta Científico V2 devido aos níveis de atividade microssísmicaAtividade sísmica na ilha de São Jorge encontra-se acima dos valores normais de referênciaAtividade sísmica no Vulcão de Santa Bárbara (ilha Terceira) encontra-se acima dos valores normais de referênciaIlha de S. Jorge, último sismo sentido: 8 de agosto às 08:06h, intensidade máxima III/IV na freguesia de VelasCIVISA apela ao preenchimento do inquérito de macrossísmica em caso de sentir um sismo



Nacionais

 

BeSafeSlide
BeSafeSlide - Protótipo de sistema de alerta para movimentos de vertente, de baixo custo, para melhorar a resiliência da comunidade e adaptação às mudanças ambientais.

Coordenador Científico


Sérgio Manuel Cruz de Oliveira

Investigador Responsável/IVAR


Resumo


Os movimentos de vertente são nas últimas décadas um dos perigos naturais mais mortíferos em Portugal continental e arquipélago dos Açores. Em Portugal continental, o número de mortes resultantes de movimentos de vertente registou uma tendência crescente entre 1865 e 2010, opondo-se à diminuição verificada noutros perigos hidrogeomorfológicos, como as cheias. O aumento da qualidade de construção observado nas últimas décadas em Portugal em função do aumento da qualidade técnica e códigos de construção de edifícios não resultou na redução de mortes devidas a este fenómeno. Estas ocorreram sobretudo associadas a movimentos de vertente rápidos que afetaram as pessoas dentro das casas, e mais recentemente, dentro dos veículos, em consequência da sua crescente mobilidade. No ordenamento do território, as novas áreas urbanas são salvaguardadas desde 2008 pelos regulamentos e práticas portuguesas que estabeleceram restrições efetivas ao uso do solo em áreas mais suscetíveis à ocorrência de movimentos de vertente. No entanto, estes regulamentos não resolveram o risco para as pessoas que já viviam em vertentes perigosas. O elevado número de mortos e pessoas afetadas, a frequente destruição de bens e a perturbação das atividades económicas e sociais devido a movimentos de vertente justificam a implementação de um sistema de alerta regional.
Este projeto visa desenvolver e implementar um protótipo de sistema de alerta de baixo custo e tecnologicamente acessível para movimentos de vertente, ajustado dinamicamente a diferentes cenários de alterações climáticas e de uso do solo. Assim, por um lado, alterações nos padrões da precipitação devido a mudanças climáticas serão incorporados e avaliadas no sistema de alerta; por outro, considera-se que mudanças previsíveis no uso do solo revelam a exposição e risco futuros.
No projeto será dada atenção a dois tipos diferentes de eventos de instabilidade de vertentes e que serão permanentemente monitorizados dentro do sistema de alerta, em particular nas áreas de risco máximo: (i) grandes eventos de instabilidade. Neste cenário, uma ocorrência generalizada de movimentos de vertente é considerada. O principal objetivo é auxiliar a proteção civil, na antecipação e gestão de situações de evacuação em massa; (ii) eventos de instabilidade menores. Neste cenário, diferentes níveis de perturbação territorial são considerados. A frequência de movimentos de vertente é diferenciada no território. O principal objetivo é assegurar a manutenção e a operacionalidade das redes regionais de transportes, energia e comunicações e a salvaguarda da vida das pessoas. A aplicação do sistema de alerta definirá procedimentos de comunicação de alerta, avaliará a capacidade de resposta e desenvolverá práticas de capacitação social, redução da vulnerabilidade e mitigação dos riscos, proporcionando uma redução do número.


Outros Investigadores


Outras Instituições


​Centro de Estudos Geográficos, Instituto de Geografia e Ordenamento o Território da Universidade de Lisboa
Instituto Dom Luís, FCIÊNCIAS.ID - Associação para a Investigação e Desenvolvimento de Ciências, Universidade de Lisboa
Centro de Estudos Sociais, Universidade de Coimbra

Ficha de Projeto


​BeSafeSlide (BSS)
Protótipo de sistema de alerta para movimentos de vertente, de baixo custo, para melhorar a resiliência da comunidade e adaptação às mudanças ambientais.
Referência: PTDC/GES-AMB/30052/2017
Entidade financiadora: FCT
Duração: 2018 - 2021
Total: 235.529,66 €

 
Data de Início

01-10-2018
Data de Encerramento

30-09-2021

Anexos


Unidades Científicas


Unidades Científicas Operacionais