Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Bolsas de Doutoramento

Estação total (Povoação, ilha de S. Miguel)

Monitorização multidisciplinar de vertentes instáveis em terrenos vulcânicos no arquipélago dos Açores. Modelação do comportamento hidromecânico do solo com vista à predição e mitigação da instabilidade geomorfológica

Resumo


​O concelho da Povoação, inserido na ilha de São Miguel (arquipélago dos Açores), apresenta condições naturais (geologia, geomorfologia, tectónica e hidrografia) bastante favoráveis ao desenvolvimento de manifestações de instabilidade de vertentes. De facto, a história recente do concelho ficou marcada pelos movimentos de vertente que ocorreram no passado, em particular na Freguesia da Ribeira Quente, onde morreram 29 pessoas, em1997. As principais causas para a elevada frequência e intensidade destes fenómenos são a morfologia geral do Concelho, a qual apresenta taludes com declives e alturas apreciáveis, intimamente associada à geodinâmica interna e externa e à importante pluviosidade registada. Por outro lado, as características litológicas, a rede de drenagem e o tipo de ocupação do solo no espaço urbano também se assumem como factores preponderantes na instabilidade de vertentes.

 

Ao longo dos últimos anos, o conhecimento e a compreensão dos movimentos de vertente e a sua relação com processos desencadeantes (e.g. sismos, vulcanismo, precipitação) tem vindo a ganhar importância na avaliação da perigosidade geomorfológica. A monitorização de vertentes instáveis, envolvendo o uso de diversas técnicas e métodos, revela-se de extrema importância na avaliação quantitativa e qualitativa de movimentos, permitindo verificar a actividade de locais no contexto da instabilidade geomorfológica, avaliando-se as velocidades, os tipos de mecanismos e, consequentemente, o tipo de estragos que se podem originar, contribuindo, deste modo, para a avaliação do risco geológico.

 

O presente trabalho tem como objectivo principal a compreensão dos mecanismos desencadeantes e preparatórios que presidem à instabilidade de vertentes, nomeadamente a caracterização cinemática, hidrogeológica e geotécnica de taludes potencialmente instáveis, desenvolvendo-se modelos para o desenvolvimento de mecanismos de alerta e aviso adequados.

 

A concepção deste programa insere-se na continuação de um conjunto de actividades que o Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos vem desenvolvendo no âmbito da monitorização geodésica para vertentes instáveis no concelho da Povoação, beneficiando-se das facilidades laboratoriais e equipamentos existentes na Universidade dos Açores, bem como da aquisição de equipamento específico para o efeito e a colaboração com outras instituições locais e estrangeiras.

 

A elaboração de modelos permitirá a obtenção de um vasto conjunto de dados imprescindíveis para a predição e mitigação da instabilidade no Concelho da Povoação. O cruzamento de toda informação poderá contribuir para a identificação de condições necessárias para a instabilidade de vertentes, contribuindo assim para a obtenção de mecanismos de alerta, quantificando e avaliando deformações, parâmetros geo-mecânicos e caracterizando o regime de água no solo, factor primordial na instabilidade geomorfológica. Toda a informação coligida terá um papel precioso no que respeita ao domínio da Protecção Civil Regional e a toda a comunidade científica nacional e internacional.


Ficha de Projecto


Bolsa Doutoramento DRCT
Monitorização multidisciplinar de vertentes instáveis em terrenos vulcânicos no arquipélago dos Açores. Modelação do comportamento hidromecânico do solo com vista à predição e mitigação da instabilidade geomorfológica
Bolseiro: Paulo Amaral
Entidade financiadora: DRCT
Contrato nº: M3.1.1/I/006/2005
Progama: Plano Integrado para a Ciência e Tecnologia (PICT)
Sub-programa: Eixo 3.1 – “Bolsas de Investigação Científica e Tecnológica” do “Programa de Apoio à Formação Avançada (FORMAC)”
Duração: 2006 - 2010
Data de Início

 
Data de Encerramento

 

Anexos


Unidades Científicas


Unidades Científicas Operacionais