Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:
  • Sismo de magnitude 1,5 sentido com intensidade III na ilha de S. MiguelSismo de magnitude 2,0 sentido com intensidade IV na ilha de S. MiguelAtividade sísmica no arquipélago dos Açores encontra-se, em geral, dentro dos níveis normais de referência



Artigos em livros de actas ► Nacionais

 

Referência Bibliográfica


GORDO, C., ZÊZERE, J.L.​​, MARQUES, R. (2017) - Efeitos da delimitação da área de estudo nos resultados da avaliação da suscetibilidade à rotura de movimentos de vertente com recurso a métodos estatísticos. Actas do VIII Congresso Nacional de Geomorfologia, Porto, 6 e 7 de outubro.

Resumo


​Com este estudo pretende-se avaliar os efeitos da delimitação da área de estudo nos resultados de avaliação da suscetibilidade a fenómenos de instabilidade geomorfológica. A avaliação da suscetibilidade foi efetuada através do método estatístico do Valor Informativo. Para tal foi utilizado um inventário de 442 deslizamentos translacionais superficiais, desencadeados por episódios de precipitação, e 9 fatores de predisposição. Numa primeira fase foi elaborado um modelo de suscetibilidade para a totalidade de uma bacia hidrográfica da Ribeira Grande (ilha de São Miguel, Açores) (Modelo A). Numa segunda fase, o mesmo método estatístico foi aplicado a uma área mais restrita, correspondente ao sector montante da bacia hidrográfica, onde se concentra a maioria dos movimentos de vertente (Modelo B). Os resultados obtidos indicam que o Modelo B, apesar de registar taxas de sucesso e de predição mais baixas, é mais realista e reflete melhor a real capacidade estatística para antecipar a localização espacial de futuros deslizamentos.​

Observações


Anexos