Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Mundo ► Fenómenos Naturais

Destruição provocada pelo sismo de magnitude 7.2 que afetou o Tajiquistão (Foto: ozodagon in Earthquake Report)
09-12-2015 11:10
Tajiquistão
Sismo de magnitude 7.2 no Tajiquistão provoca destruição

De acordo com declarações prestadas pelo Primeiro Ministro do Tajiquistão, o sismo de magnitude 7.2 que atingiu no passado dia 7 de dezembro provocou 2 mortos e 13 feridos no distrito de Badakshan. O sismo causou ainda destruição generalizada, contabilizando-se 237 casas colapsadas e outras 588 com danos de várias dimensões naquele distrito e 22 habitações colapsadas e outras 205 com danos no distrito de Rushan. Cerca de 1000 pessoas estão desalojadas a viver em abrigos temporários. Também vários edifícios públicos, como escolas, bibliotecas, ficaram gravemente danificados.

O sismo, que ocorreu às 12:50 hora local (07:50 UTC), localizou-se na região de Hindukush a cerca de 105 km a oeste de Murghob e a uma profundidade de aproximadamente 26 km, segundo os dados do United States Geological Survey (USGS), tendo sido seguido por várias réplicas. A área epicentral localizou-se na região do Lago Sarez, cuja formação ocorreu em 1911, quando um sismo de magnitude 7.4 desencadeou um movimento de vertente com cerca de 2 km3, originando a inundação de 3 vilas devido à subida do nível de água do novo lago então formado. Não existe nenhuma estrada de acesso ao lago, sendo que para o alcançar é necessário percorrer 18 km a pé. Na comunidade científica, o lago é conhecido como “o dragão adormecido”.

Ainda segundo o USGS, o sismo foi originado numa falha de desligamento em plena placa litosférica Eurasiática. O mecanismo focal resultante indica que a rotura deu-se ou numa falha de direção NW-SE com movimentação em desligamento direito, ou numa falha com orientação NE-SW com cinemática em desligamento esquerdo. À latitude do evento, a placa Indiana desloca-se para norte relativamente à placa Eurasiática a uma velocidade da ordem dos 38 mm/ano.


Fontes


Earthquake Report
USGS

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas