Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Livros ► Capítulos

 

Referência Bibliográfica


WALLENSTEIN, N., REBELO, F. (2010) - A importância da educação na redução do risco sísmico: Proposta de intervenção nos planos curriculares dos ensinos básico e secundário das escolas dos Açores. In: COTELO NEIVA, J. M, RIBEIRO, A. MENDES VICTOR, L., NORONHA, F. e RAMALHO, M.M. (Eds.) - Ciências Geológicas - Ensino, Investigação e sua História.  Associação Portuguesa de Geólogos, Vol. I (Geologia Clássica), p. 669 - 678. ISBN - 978-989-96669-0-0

Resumo


Os terramotos são o tipo de desastres naturais de que resulta um maior número de vítimas a nível mundial. Na impossibilidade da sua previsão, a alternativa passa pela mitigação do seu risco. É uma obrigação de cada país, região ou comunidade de uma área sismicamente activa, promover todos os esforços para reduzir os riscos associados à actividade sísmica. Para além de um bom programa de monitorização e de um cuidado planeamento civil de emergência, um dos principais factores mitigadores do risco sísmico é o da diminuição da vulnerabilidade das populações, pela criação e promoção de uma consciência colectiva através da sua educação, a qual pode ser potenciada através das suas comunidades escolares. Neste contexto, apresenta-se uma proposta de intervenção nos planos curriculares do conteúdo programático da área da sismologia dos 7º e 10º anos de escolaridade, a aplicar nos curricula da Região Autónoma dos Açores. Esta proposta baseou-se na perspectiva das CTSA (Ciências, Tecnologia, Sociedade e Ambiente), de acordo com as novas orientações curriculares emanadas do Ministério da Educação. Para tal, foram seleccionados os temas e preparados diversos materiais didácticos, nomeadamente diaporamas, maquetas e um protótipo de uma estação sísmica expressamente desenhada e construída para fins educacionais.

Observações


Anexos