Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Artigos em livros de actas ► Nacionais

 

Referência Bibliográfica


MEDEIROS, C., RODRIGUES, L., VERDADEIRO, R., PACHECO, D., CRUZ, J.V. (2008) - Requalificação ambiental de cursos de água nos Açores. Actas (em CD ROM) do 9º Congresso da Água “Água: desafios de hoje, exigências de amanhã”, Cascais, 3 p.

Resumo


​A ocupação do território pelas populações originou, por diversas razões, a instalação de actividades junto aos cursos de água, provocando, em muitos casos, alterações nos regimes hidráulicos e a destruição completa da estrutura natural das margens. Durante um largo período de tempo, a estratégia da engenharia fluvial e hidráulica foi orientada no sentido de rectificar o leito dos cursos de água, para que os mesmos escoassem pelo caminho mais curto e com a maior velocidade de escoamento possível. Os objectivos principais das intervenções visavam a urbanização e a minimização dos efeitos locais das cheias.

 

Actualmente, associada ao conceito de desenvolvimento sustentável, surge muitas vezes a necessidade recuperar os sistemas ecológicos, o que, no caso dos ecossistemas fluviais, envolve abordagens integradas ao nível das bacias hidrográficas. No entanto, a eventual renaturalização depende grandemente dos usos instalados no local, havendo menores constrangimentos à sua aplicação em zonas rurais do que em zonas urbanas, por existirem maiores áreas disponíveis.

 

Tendo em conta situações onde há sérias limitações à completa renaturalização, foram desenvolvidas várias técnicas de engenharia natural que recorrem a materiais naturais, incluindo plantas vivas, capazes de atingir um compromisso entre os níveis de segurança desejáveis, a qualidade da água e a funcionalidade ecológica dos cursos de água.

 

No Arquipélago dos Açores, também ocorrem alguns casos em que se evidencia a necessidade premente de proceder à requalificação ambiental de cursos de água, pelo que se tem recorrido à aplicação de diversos materiais naturais em algumas intervenções em cursos de água e respectivas margens.

 

No presente trabalho, serão apresentados alguns exemplos de aplicação de materiais naturais na recuperação de cursos de água dos Açores, como o recurso à hidrossementeira, pedra regional em gabiões ou muros, ou a conjugação de intervenções pesadas de betão com a plantação de vegetação.​

Observações


Anexos