Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Açores ► Outras

 
08-01-2007 00:15
Ponta Delgada
CVARG concretiza objectivos traçados para 2006

O balanço das actividades do Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos em 2006 permite concluir que se tratou de um ano de grande produtividade científica.  “Beneficiando do facto de ter sido um período em que os desastres naturais foram reduzidos, tendo-se resumido a episódios relacionados com questões de índole meteorológica, aos quais se associaram alguns movimentos de vertente, os investigadores do CVARG tiveram oportunidade de concentrar as suas acções nos projectos em curso, facto que, naturalmente, se reflectiu num maior número de trabalhos publicados”, referiu Gabriela Queiroz, directora desta Unidade de Investigação e Desenvolvimento da Universidade dos Açores.

 

Envolvendo presentemente uma equipa constituída por cerca de 40 elementos, no ano transacto o CVARG esteve envolvido em 4 projectos europeus e 3 nacionais. No domínio da formação avançada, concluíram-se mais 3 teses de mestrado, estando actualmente em curso os trabalhos conducentes à concretização de mais 16 teses, entre doutoramentos e mestrados, nos domínios da Vulcanologia e dos Riscos Geológicos. Gabriela Queiroz informou ainda " que foram realizados 16 artigos para publicação em revistas de dimensão internacional, apresentadas 19 comunicações orais em reuniões científicas e publicados 15 trabalhos em actas de congressos.

 

Uma outra área de grande produção foi a que se prendeu com as prestações de serviço quer para entidades públicas, quer ao nível do sector privado. “Ao todo concretizaram-se mais de 70 relatórios técnico-científicos e a constante procura dos nossos serviços, mesmo a nível externo, demonstra o reconhecimento do trabalho que vem sendo efectuado”, sublinhou Gabriela Queiroz.

 

As actividades do CVARG incluíram ainda cerca de quatro dezenas de intervenções junto da sociedade, promovendo-se a divulgação da cultura científica junto da comunidade e colaborando-se com o sistema educativo ao nível de palestras e visitas guiadas.

 

Segundo Gabriela Queiroz, 2006 foi igualmente um ano em que as infra-estruturas científicas, em particular as directamente ligadas às redes de monitorização sismovulcânica, conheceram uma evolução significativa. Neste domínio, importa relembrar que a reestruturação do centro de cálculo do CVARG, através da concepção, desenvolvimento e implementação de uma moderna plataforma tecnológica para a aquisição, o processamento e a divulgação de dados importantes para o acompanhamento de crises, mereceu o reconhecimento internacional e foi mesmo considerado um caso de estudo pela própria Microsoft.

 

Os resultados alcançados pelo CVARG em 2006 revestem-se de uma importância redobrada, numa altura em que todo o sistema científico e de ensino superior do país se encontra em franca revolução. Para Gabriela Queiroz, “o Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos tem vindo a afirmar-se, nos últimos 10 anos, como uma das mais importantes unidades de investigação nacionais, tendo crescido de forma sustentada de modo a preparar-se para uma franca integração no Espaço Europeu de Investigação”.



Fontes


Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas