Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Mundo ► Fenómenos Naturais

Colapso de edifício na cidade Matias Romero no estado mexicano de Oaxaca (Foto: EPA).
08-09-2017 11:15
México
Sismo de magnitude 8,1 no México causa destruição e pelo menos 5 mortos

​Um sismo de magnitude 8,1 atingiu na noite de quinta-feira, dia 7 de setembro, a costa do México, tendo sido sentido a mais de mil quilómetros do epicentro. De acordo com o Serviço Sismológico Nacional (SSN) do México e com o United States Geological Survey (USGS) , o sismo ocorreu às 04:49 hora UTC (23:49 hora local), localizou-se no mar a 96,4 km a WSW de Mapastepec, 87,3 km a SW de Pijijiapan e a 71,8 km a SW de El Palmarcito, no México, a cerca de 58 km de profundidade. 
 
De acordo com o presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, pelo menos duas pessoas perderam a vida em Tabasco e outras três em Chiapas, enquanto cerca de 50 mil pessoas sentiram o abalo. Acredita-se que o número de mortos poderá subir. Após o terramoto, o USGS emitiu um alerta vermelho relativo à possibilidade ocorrer um tsunami, que poderá atingir as costas do México, Guatemala, Panamá, El Salvador, Costa Rica, Nicarágua, Honduras e Equador, com ondas que poderão atingir três metros de altura. Com efeito, ondas de um metro acima do nível da maré foram medidas ao largo de Salina Cruz, enquanto ondas mais pequenas foram observadas na costa ou registadas por medidores oceânicos noutros locais, afirmou o PacificTsunami Warning Center. Para outras zonas mais afastadas, como Samoa Americana, Ilhas Cook, Equador, El Salvador, Polinésia Francesa, Guatemala, Quiribati, Nova Zelândia, Tokelau, Tuvalu, Vanuatu e Wallis e Futuna, o centro emitiu um alerta devido à possibilidade de serem atingidas por ondas de até um metro. A ameaça do tsunami ao Havai, Guam e Samoa Americana foi descartada.
 
Todas as escolas dos estados do México, Chiapas, Hidalgo, Veracruz, Guerrero, Tabasco, Oaxaca, Puebla e Tlaxcala foram encerradas durante o dia de hoje, para que fossem realizadas inspeções por especialistas para determinar o grau dos danos. Manuel Velasco, governador de Chiapas, confirma que telhados de habitações e um centro comercial colapsaram em San Cristóbal, e os hospitais perderam energia elétrica. Há também um hotel no sul do país que está entre os edifícios que sofreram graves danos, com pessoas presas no seu interior. O aeroporto da Cidade do México foi também alvo de alguma destruição, nomeadamente janelas partidas. A polícia federal e militar foram mobilizadas para ajudar nas ações de busca e salvamento. Cerca de 800 mil pessoas estão ainda sem eletricidade, no entanto, os danos às infra-estruturas de abastecimento de água têm sido menos graves.
 
A Cruz Vermelha da Guatemala publicou nas redes sociais fotografias que mostram a destruição nas cidades de Tacana, San Marcos e San Pedro Sacatepéquez, perto da fronteira mexicana. Segundo um porta-voz do Departamento de Gestão de Emergência, não há registo de mortos no país.
 
Chiapas é o estado, historicamente, muito ativo relativamente à atividade sísmica resultante do contacto convergente entre as placas tectónicas de Cocos e das Caraíbas.
 
Este sismo é considerado o mais forte a atingir o país desde 1985, quando um de magnitude 8,0 elevou grandes porções da capital. Grande parte da Cidade do México foi construída sobre terreno de um antigo lago, deixando-a assim vulnerável aos danos resultantes de eventos deste tipo. Desde 1985 a legislação relativa à construção foi revista e alterada, sendo frequente nos últimos anos a realização de exercícios para moradores e funcionários de apartamentos na Cidade do México.
 
O México localiza-se no conhecido Anel de Fogo do Pacífico, uma área de frequente atividade sísmica e vulcânica.


Fontes


SSN
USGS
BBC
The Guardian
CNN
Diário de Notícias

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas


segunda-feira, 25 de Setembro de 2017
O balanço mais recente relativo ao número de mortos e danos causados pelo sismo de magnitude 7,1 que, no dia 19 de setembro, atingiu o México é de 320 vítimas mortais, milhares de edifícios com danos, estimando-se um custo de 8 biliões de dólares americanos.   A agência Reuters refere que muitos dos habitantes ficaram traumatizados com este segundo grande sismo que afetou a Cidade do México, uma vez que ainda têm na memória o ...
sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
O número de vítimas do sismo de magnitude 7,1 que, no passado dia 19 de setembro, afetou o sul do México aumentou para pelo menos 273 mortos. No entanto, este é um número provisório que pode continuar a aumentar à medida que as ações de resgate continuam.   Segundo o presidente mexicano Enrique Pena Nieto, 137 das vítimas mortais ocorreram na Cidade do México. Avançou ainda que acredita que muitas pessoas podem ainda estar pre...
quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
No dia 19 de setembro, às 13:14 (hora local, 18:14 UTC), o sul do México voltou a ser abalado por um sismo, desta vez com magnitude 7,1. Segundo o United States Geological Survey (USGS), o sismo localizou-se a 5km ENE de Raboso, México, e a uma profundidade de 51 km.   Até ao momento, e segundo o mais recente balanço oficial fornecido pelas autoridades, há registo de pelo menos 217 mortos, e várias dezenas de edifícios em esco...
segunda-feira, 11 de Setembro de 2017
​O número de vítimas do sismo que atingiu na noite da passada quinta-feira, dia 7 de setembro, a costa sul do México, continua a aumentar à medida que as ações de resgate continuam. Até ao momento, e de acordo com a Proteção Civil de Oaxaca já se contam 90 mortos, dos quais 71 no estado de Oaxaca, a região mais afetada pelo abalo, 15 no estado fronteiriço de Chiapas e outras quatro em Tabasco. Para além das vítimas mortais,...
sábado, 9 de Setembro de 2017
O mais recente balanço do número de vítimas mortais do sismo de magnitude 8,1 que atingiu, no passado dia 7 de setembro, o México aponta para pelo menos 61 mortos, número divulgado pelo presidente mexicano, Enrique Peña Neto, a partir de Juchitán, em Oaxaca, uma das zonas mais afetadas pelo abalo, onde se deslocou. O presidente avançou ainda que 45 vítimas foram registadas no estado de Oaxaca (sul), 12 em Chiapas (sudeste) e q...
segunda-feira, 7 de Julho de 2014
​Dia 7 de Julho, às 06:23 (hora local, 11:23 UTC), ocorreu um sismo de magnitude 6.9 que afectou o México e a Guatemala. Segundo a USGS, o sismo localizou-se a 2 km a NNE de Puerto Madero (México, junto à fronteira com a Gatemala) e a uma profundidade da ordem dos 60 km.   Até ao momento há registo da ocorrência de movimentos de vertente e destruição de trinta habitações na localidade guatemala de San Marcos. De acordo com o p...
sexta-feira, 9 de Maio de 2014
Dia 8 de Maio, às 12:00 (hora local, 17:00 UTC), ocorreu um sismo de magnitude 6.4 que afectou a costa sudoeste do México. Segundo a USGS, o sismo localizou-se a 15 km a N de Tecpan de Galeana, estado de Guerrero, e a uma profundidade da ordem dos 24 km.   De acordo com as agências noticiosas, o forte abalo provocou pânico generalizado na população que se viu obrigada a refugiar em zonas que estavam a ser fustigadas por chuvas...
segunda-feira, 30 de Dezembro de 2013
​No México, uma série de pequenos sismos fez desmoronar uma secção de uma autoestrada numa extensão de quase 300 metros.  A autoestrada passa junto à cidade de Tijuana situada na fronteira com os Estados Unidos. Uma enorme massa de terra, rocha e lama foi mesmo engolida pelo mar, na península da Baixa Califórnia.    A Agência Federal de Estradas do México diz que o incidente não provocou vítimas. Segundo a mesma agência, o des...
quarta-feira, 21 de Março de 2012
De acordo com o USGS, um sismo de magnitude 7.4 atingiu a região de Oaxaca, no México pelas 12:02 (hora local, 18:02 UTC), tendo-se registado desde então numerosas réplicas. O epicentro localizou-se a cerca de 20 km a E de Ometepec e a uma profundidade de 20 km. O abalo foi sentido em toda a região de Oaxaca e na Cidade do México.   Este evento causou o colapso de pelo menos 800 edifícios na zona epicentral,  provocou pelo men...
domingo, 11 de Dezembro de 2011
​Um sismo de magnitude 6,5 com epicentro a cerca de 42 km a SW, de Iguala, Guerrero, foi ontem sentido em nove estados do México perto das 20 horas  (00:47 hora dos Açores). O evento provocou a morte a pelo menos três pessoas, causou ligeiros danos em edifícios e originou rupturas no fornecimento de energia eléctrica e no sistema de comunicações.   A rede sismológica do CIVISA registou o evento em todas as estações do arquipél...