Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Açores ► Ciência

As investigadoras do CVARG, Fátima Viveiros, Catarina Silva e Isabel Estrela Rego no ICUR2016
06-07-2016 22:00
Lisboa
Investigadoras do CVARG participam na Conferência Internacional sobre Riscos Urbanos (ICUR2016)

​As investigadoras Fátima Viveiros, Catarina Silva e Isabel Estrela Rego participaram recentemente na Conferência Internacional sobre Riscos Urbanos (ICUR2016) que decorreu em Lisboa, entre 30 de junho e 2 de julho. Neste encontro científico, as investigadoras do CVARG apresentaram quatro comunicações orais sobre o risco associado a zonas urbanas localizadas em regiões vulcânicas, incidindo principalmente sobre a perceção do risco sísmico e vulcânico por parte de agregados familiares e sobre a desgaseificação difusa de dióxido de carbono (CO2) e de radão através dos solos e a sua relação com a qualidade do ar interior. As comunicações apresentadas salientaram o facto da emissão de CO2 e de radão ser um perigo permanente em zonas de desgaseificação difusa, abordando ainda as implicações para a saúde pública decorrentes da exposição a estes gases, a importância da sua monitorização e a aplicação de medidas que permitam a mitigação do risco associado. Relativamente à perceção do risco sísmico e vulcânico, esta foi analisada através de questionários efetuados a diversos agregados familiares residentes na ilha de S. Miguel com o objetivo de avaliar a presença/ausência de uma cultura preventiva e a capacidade de resposta a situações de emergência.
 
Segundo as investigadoras, a ICUR 2016 foi um encontro científico internacional onde ficou patente a necessidade de se prosseguir no esforço de compreender os riscos numa perspetiva multidisciplinar e integrada. Os conferencistas convidados proporcionaram excelentes momentos de reflexão e dos participantes surgiram relatos de trabalhos científicos e de intervenção muito interessantes e inspiradores. Esta conferência, para além de possibilitar a divulgação dos trabalhos realizados nos Açores, permitiu ainda o contacto e a troca de experiência entre especialistas de diversas áreas.


Fontes


CVARG/CIVISA

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas