Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Mundo ► Fenómenos Naturais

Destruição provocada pelo sismo de magnitude 7,8 que atingiu no passado dia 16 de abril o Equador (Foto: Daily Times))
23-04-2016 07:40
Equador
Número de vítimas mortais dos sismo de magnitude 7,8 do Equador continua a aumentar

O mais recente balanço relativo ao número de vítimas do sismo de magnitude 7,8 que afetou no passado dia 16 de abril, às 18:58 (hora local, 23:58 UTC), a região de Muisne, no Equador, indica pelo menos 600 mortos, 12492 feridos, permanecendo ainda 130 pessoas desaparecidas.O forte abalo provocou o colapso total de muitos edifícios e danos em pontes e autoestradas. Grande parte da região ficou também sem energia elétrica.
 
De acordo com o United States Geological Survey (USGS), o sismo localizou-se a cerca de 27 km a SSE de Muisne, 52 km a W de Rosa Zarate e a 68 km a SSW de Propicia no Equador, a cerca de 19,2 km de profundidade. Continuam a registar-se réplicas, algumas das quais com magnitude moderada a elevada. Segundo um comunicado do Instituto Geofísico de la Escuela Politécnica Nacional, a Rede Nacional de Sismógrafos já se registaram mais de 700 réplicas.
 
O Equador situa-se no chamado Anel do Fogo do Pacífico, sendo frequente a atividade sísmica e vulcânica.


Fontes


Reuters

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas