Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Mundo ► Fenómenos Naturais

Zona costeira da cidade de Wenling, na província de Zhejiang a ser atingida por ondas de vários metros de altura (Foto: Reuters)
12-07-2015 09:00
China
Tufão Chan-Hom atinge a China

​As províncias costeiras chinesas de Zheijiang e Jiangsu foram fortemente afectadas durante o último sábado, dia 11 de Julho, pela passagem do tufão Chan-Hom. A tempestade provocada pelo tufão originou ventos de mais de 170 km/h, chuvas intensas e forte ondulação em várias cidades da China.

 

A chuva intensa e os ventos fortes obrigaram à retirada de perto de um milhão de pessoas na região e ainda afectaram as províncias de Fujian e Anhui, assim como algumas zonas das Filipinas, de Taiwan e do Japão. Todas as escolas da região foram encerradas e os transportes públicos foram suspensos no sábado. Também centenas de voos foram cancelados, sobretudo na província de Zhejiang. Face à forte agitação marítima, que originou ondas de dez metros, as autoridades ordenaram, também, o regresso a terra de mais de 50 mil barcos.

 

Até ao momento, ainda não se registaram vítimas na China, ao contrário dos países onde o tufão passou anteriormente. Nas Filipinas morreram cinco pessoas, no Japão 20 ficaram feridas e em Taiwan quatro foram atingidas por árvores.
 
No início desta semana um outro tufão, o Linfa, já tinha afectado província chinesa de Guangdong, no sul do país, obrigando è evacuação de 56 mil pessoas. Nesta altura do ano, é relativamente comum a passagem de tufões, vindos do Mar do Sul da China. No entanto, o tufão Chan-Hom, que chegou, este sábado, a várias regiões chinesas, é o mais violento a atingir Zheijiang, desde 1949, segundo a agência estatal Xinhua.


Fontes


Expresso
Público

Informação Relacionada


Imagens Adicionais


Anexos



Notícias Relacionadas