Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:
  • Sismo de magnitude 2,3 sentido com intensidade IV em S. MiguelSismo de magnitude 1,8 sentido com intensidade II/III na ilha de S. MiguelAtividade sísmica no arquipélago dos Açores encontra-se, em geral, dentro dos níveis normais de referência



Bolsas de Doutoramento

Graben das Lajes (Ilha Terceira)

Neotectónica da ilha Terceira (Açores). Implicações nos processos tectónicos do segmento ocidental da zona de fronteira Açores-Gibraltar e avaliação da perigosidade sísmica

Resumo


O enquadramento geodinâmico dos Açores, aliado às frequentes manifestações de actividade sísmica e vulcânica com registo documental desde o povoamento das ilhas, têm motivado a realização de estudos multidisciplinares que visam a criação de um modelo coerente que esclareça as particularidades geodinâmicas que caracterizam a Junção Tripla dos Açores - zona de contacto entre as placas Norte Americana, Eurasiática e Núbia. No campo da neotectónica vários trabalhos, incidentes nas ilhas de Santa Maria, Faial, Pico, S. Jorge, S. Miguel e Graciosa, têm contribuído para a definição do regime tectónico actuante no extremo oeste da zona de fronteira Eurásia-Núbia e respectiva variação espacio-temporal. Ao nível das restantes áreas emersas do arquipélago, a ilha Terceira carece de trabalhos de neotectónica mais pormenorizados. A localização geográfica da ilha Terceira, sensivelmente a meio da faixa de deformação que caracteriza esta zona de fronteira, tornam a sua informação neotectónica num complemento imprescindível à compreensão da distribuição espacial e orientação das tensões responsáveis pelas estruturas tectónicas que afectam esta região, justificando a necessidade destes estudos.
 
Este projecto visa o estudo neotectónico da ilha Terceira através da realização da cartografia tectónica, análise geométrica e cinemática das falhas cartografadas e estudos de paleossismologia que contribuirão para identificar e caracterizar eventos sísmicos com rotura superficial anteriores ao povoamento, fundamentais para a determinação de intervalos de recorrência entre eventos sísmicos de magnitude significativa, complementando a informação macrossísmica de eventos históricos. Os dados recolhidos permitirão a análise do potencial sísmico destas estruturas e sua integração numa perspectiva de avaliação do perigo para efeitos de elaboração de cartas de risco, ferramenta fundamental no estabelecimento de um planeamento territorial adequado a uma região tectónica e vulcanicamente activa.
 
No decurso do trabalho procurar-se-ão obter respostas diversas questões, tais como: onde se situam as falhas activas? Qual a cinemática dos acidentes tectónicos presentes e respectivas taxas de deslizamento? Qual a relação e interdependência das estruturas tectónicas identificadas com a distribuição e características dos sistemas vulcânicos que marcam o desenvolvimento da ilha Terceira e das estruturas vulcânicas submarinas envolventes? Qual a orientação dos campos de tensão actuantes na região? Qual o seu significado no contexto dos processos geodinâmicos que caracterizam o segmento ocidental da zona de fronteira de placas Açores-Gibraltar? Qual o grau de actividade das falhas activas analisadas? Quais os intervalos de recorrência entre eventos com rotura superficial e a magnitude do sismo máximo provável para essas estruturas? Como se caracteriza a perigosidade/susceptibilidade sísmica das áreas afectadas por essas estruturas?
 
Em suma, do ponto de vista científico pretende-se que este trabalho constitua uma mais valia na compreensão dos processos tectónicos que caracterizam a região, como contributo à elaboração de um modelo geodinâmico esclarecedor das particularidades desta zona de fronteira. Adicionalmente, e considerando que a ilha Terceira apresenta falhas activas contíguas a áreas urbanas, pretende-se avaliar o risco a que a população está potencialmente exposta, visando a sua integração na estratégia de desenvolvimento científico do Centro de Vulcanologia e Riscos Geológicos da Universidade dos Açores e respectiva cooperação com as entidades regionais e locais de protecção civil.

Ficha de Projecto


Bolsa de doutoramento FCT
Neotectónica da ilha Terceira (Açores). Implicações nos processos tectónicos do segmento ocidental da zona de fronteira Açores-Gibraltar e avaliação da perigosidade sísmica
Bolseiro: Ana Hipólito
Entidade financiadora: FCT
Contracto nº: SFRH/BD/73664/2010
Programa: Concurso para a atribuição de Bolsas Individuais de Doutoramento e Pós-Doutoramento 2010
Duração: 2011- 2015​
Data de Início

 
Data de Encerramento

 

Anexos


Unidades Científicas


Unidades Científicas Operacionais