Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



Resumo


 
A actividade sísmica com epicentro no interior da ilha Graciosa tem sido escassa e de baixa magnitude. As zonas sismogénicas geradoras dos sismos de maior magnitude têm correspondido às estruturas vulcano-tectónicas submarinas definidas pelas bacias W e E da Graciosa.Também a norte e sul da ilha se tem observado alguma actividade sísmica.
 
O evento mais forte dos últimos 30 anos registou-se a 1 de Janeiro de 1980 e teve epicentro sensivelmente a igual distância entre as ilhas Graciosa e Terceira, tendo atingido magnitude 7.2 e sido sentido na Graciosa com intensidade máxima de VII (EMM). A 26 de junho de 1989 ocorreu um outro importante evento com epicentro a cerca de 15 km a NW da ilha, que atingiu magnitude 5.7 e foi sentido na ilha com intensidade máxima VI-VII (EMM).
 
 
 

Bibliografia Recomendada


CIVISA (2009) - Base de dados do Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores. Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos da Universidade dos Açores.
 
HIRN, A., HAESSLER, H., HOANG-TRONG, P., WITTLINGER, P. e MENDES VICTOR, L. (1980) – Aftershock sequence of the January 1st, 1980 earthquake and present-day tectonics in the Azores. Geophys. Res. Lett., 787), pp. 501-504.
 
MACHADO, F. e SILVEIRA, E. (1982) – O terramoto de 1 de Janeiro de 1980 e a Tectónica dos Açores. Açoreana, VI(2), pp. 155-170.
 
MACHADO, F., SILVEIRA, E. e LEMOS, R. (1991) – O sismo da Graciosa de 26 de Junho de 1989. Açoreana, VII(2), pp. 227-234.
 
NUNES, J.C. (1991) – Microssismos e neotectónica: contribuição para o seu estudo nos Açores. Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica. Departamento de Geociências da Universidade dos Açores, 245 p.
 
NUNES, J.C., ALVES, J.L. e FORJAZ, V.H. (1992) – Sismicidade instrumental dos Açores no período 1980-89: implicações neotectónicas. In OLIVEIRA, C.; LUCAS, A. e GUEDES, J. - 10 anos após o sismo dos Açores de 1 de Janeiro de 1980. Açores: Secretaria Regional da Habitação e Obras Públicas/Laboratório Nacional de Engenharia Civil, V. 1, pp. 163-174.