Iniciar sessão

Navegar para Cima
Instituto de Investigação
em Vulcanologia e Avaliação de Riscos
Última hora:



 

 Glossário

 
 

 utilitários

 

A

B

C

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

S

T

U

V

W

X

Y

Z


Consequência (ou Dano Potencial)
Prejuízo ou perda expectável num elemento ou conjunto de elementos expostos, em resultado do impacto de um processo (ou acção) perigoso, de determinada severidade
(Consequência = Vulnerabilidade * Valor).

Exposição / Elementos em risco
População, propriedades, estruturas, infra-estruturas, actividades económicas, etc., expostos (potencialmente afectáveis) a um processo perigoso, num determinado território.

Perigo
Processo ou acção susceptível de produzir perdas e danos.

Perigosidade (ou Probabilidade do Perigo)
Probabilidade de ocorrência de um processo ou acção com potencial destruidor (ou para provocar danos) com uma determinada severidade, numa dada área e num dado período de tempo.

Período de retorno/recorrência
Intervalo de tempo estimado para a ocorrência de um perigo de uma dada magnitude num determinado local.

Risco
Probabilidade de ocorrência de um processo ou fenómeno perigoso e respectiva estimativa das suas consequências sobre pessoas, bens ou ambiente, expressas em danos corporais e/ou prejuízos materiais e funcionais, directos ou indirectos.
(Risco = Perigosidade x Consequência).

Severidade
Capacidade do processo ou acção para produzir danos em função da sua magnitude, intensidade, grau, velocidade ou outro parâmetro que melhor expresse o seu potencial destruidor. O conceito reporta, exclusivamente, a grandeza física do processo ou acção e não as suas consequências (estas dependem também da exposição).

Susceptibilidade
Incidência espacial do perigo. Representa a propensão para uma área ser afectada por um determinado perigo, em tempo indeterminado, sendo avaliada através dos factores de predisposição para a ocorrência dos processos ou acções, não contemplando o seu período de retorno ou a probabilidade de ocorrência.

Valor (dos elementos expostos)
Valor monetário (ou estratégico) de um elemento ou conjunto de elementos em risco. Deve incluir a estimativa das perdas económicas directas e indirectas por cessação ou interrupção de funcionalidade, actividade ou laboração.

Valor limite de exposição a curto prazo (STEL)
Valor médio ponderado de exposição de uma substância no ar ambiente durante um período de 15 minutos em ambiente de trabalho.

Valor limite de exposição de concentração máxima (VLE-CM)
Valor limite de uma substância no ar ambiente, expresso por uma concentração que nunca deve ser excedida.

Valores limite de exposição (VLE)
Valor médio ponderado de uma substância no ar ambiente, no local de trabalho durante 8 horas diárias (40 horas semanais), sem efeitos prejudiciais para a saúde.

Vulnerabilidade
Grau de perda de um elemento ou conjunto de elementos expostos, em resultado da ocorrência de um processo (ou acção) de determinada severidade. Expressa numa escala de 0 (sem perda) a 1 (perda total).  Refere-se aos elementos expostos.